terça-feira, 22 de junho de 2010

perfumes importados



O perfume abastece o nosso cheiro - sentido do olfato. Nossos cinco sentidos são: toque, audição, visão, paladar e olfato. Correspondendo a estes cinco órgãos de sentido - a pele, as orelhas, os olhos, a língua e as narinas. Superior a estes sentidos físicos brutos há outro - o sexto sentido que é algo intangível que conduz a um sentimento de bem estar quando se inala um perfume delicado.


O homem quer apoderar-se de tudo - desde os diamantes em cavernas escuras até as pérolas nas profundezas dos oceanos. O perfume é a vitória do homem sobre a natureza - capturar o creme de seu perfume espalhou tudo ao redor. O perfume é uma mistura de óleos, de aromas e de fixadores misturados com os solventes. A indústria é encoberta no secretismo. Nem todos podem compreender a linguagem da fabricação do perfume. Cada perfume pertence a uma família.

A fabricação do perfume começa com a diluição do óleo com um solvente. O álcool etílico misturado com água é o solvente mais comum. Outro é o óleo de coco, cera e jojoba. O aumento ou a diminuição de compostos aromáticos relacionam-se à intensidade e à longevidade do perfume. A quantidade de óleo usada varia de uma família do perfume à outras.

Desde 1900 os perfumes foram categorizados em grupos - floral, floral bouquet, ambery, perfumes de origem animal, flores e madeiras, amadeirado (principalmente sandalwood e cedro) couro (mel, tabaco, madeira e piches de madeira), chipre (cyprus) e fougere (fern).

Desde 1945 os perfumes foram divididos em floral, verde, oceânico, cítrico e gourmand. Desde 1983 as fragrâncias principais estão sendo usadas para simplificar a classificação - floral, oriental, woody, fougere e fresh. Cada uma sendo dividida em subgrupos.


www.purebeauty.com.br

Um comentário:

  1. Gostei!!!!
    Bj♥

    twitter: @alessantos
    Blog: http://miss-grape.blogspot.com/

    ResponderExcluir